Magno Barbosa Dias

Título:ASTRONOMIA COMO LEITURA DE MUNDO E MOTIVAÇÃO NO ENSINO DE FÍSICA
 
Discente:Magno Barbosa Dias
Orientador(a):Maria Cristina Martins Penido
Debatedor(a): A definir
 
Resumo: A Observação do Céu é tão antiga quanto qualquer marco que se atribua à origem do ser humano. Definida como uma “Ciência da Observação”, a Astronomia é justificada como tema motivador para o estudo de diversos tópicos da Física no Ensino Médio. Interessamos saber: quais são as motivações dos pesquisadores para inserir a astronomia na Educação Básica e como elas influenciam o Ensino de Física? Pretendemos sustentar que a astronomia é uma base motivacional para desenvolver o ensino de física como leitura do mundo. O objetivo é explicar os motivos que fundamentam a inserção da Astronomia no Ensino de Física no Brasil e suas possíveis influências no currículo dessa disciplina. Para tanto, é feito um estudo de natureza teórica, alicerçado na Teoria da Atividade que se apoia em Leontiev para compreender o conceito de “motivo”. Além disso, buscamos argumentos na concepção crítico-pedagógica de Paulo Freire sobre a “Leitura de Mundo” e os “Temas Geradores” que a desenvolve. Através desses autores, esperamos desvelar a natureza motivacional do conhecimento astronômico, examinando as fontes de história documentada que evidenciam o desenvolvimento da Pesquisa Educacional em Astronomia no Brasil. A partir das publicações nessa área, é formado um corpus delimitado pelos temas que visam inserir a Astronomia na Educação Básica. Nesse âmbito, elegemos os estudos que abordam a natureza motivacional desse conhecimento no Ensino de Física. Seguimos com uma análise do discurso da motivação dos pesquisadores, confrontando informações que são extraídas das Propostas Curriculares Oficiais. O quadro relacional dessa análise, remetido às bases teóricas desse estudo, forma o núcleo explicativo do argumento que sustenta o atributo motivador da astronomia como fator estruturante do ensino da física, capaz de desenvolvê-la como leitura de mundo.